O Hobbit ♥

Primeira coisa que você deve levar em consideração quando ler esta resenha: Eu não li o livro. Não mesmo. Só o começo dele. No entanto, eu li a trilogia dO Senhor dos Anéis e considerando que a adaptação é feita pelo mesmo diretor da franquia, Peter Jackson, então acredito que a adaptação deve ter sido tão boa quanto. Mas posso estar enganada. Se o caso for o último, relevem meus surtos. Mas que foi um p# de um filme, isso foi. 


Spoiler alert. Não consigo me conter.

Perdi os cinco primeiros minutos do filme. Confesso. Contratempos acontecem com todo mundo, tipo não ter lugar para estacionar o carro, errar a fila do cinema, encontrar um amigo e papear no caminho, esse tipo de coisa. Normal. De todo o modo, sobrevivi. E nem perdi tanta coisa assim. Pelo menos eu pude ver os anões lutando pra caramba contra orcs, entender o motivo do atrito com os elfos, da história pessoal do príncipe dos anões, Thorin Escudo-de-Carvalho, com O Profano e todas essas coisas. Não perdi tanta coisa mesmo. E a minha reação ao ver o Gandalf, O Cinzento nem foi exagerada como, tenha certeza disso, foi na minha mente. Foi mais do tipo: :3 jóin produção. E não: [gritos. muitos gritos]. E quando o Elrod apareceu, vish. VISH. Fico admirada com meu autocontrole em algumas situações.

O filme é, assim como os outros três de Tolkien dirigidos por Peter Jackson, uma avalanche de lutas épicas e cenários fantásticos. A trajetória dos anões, juntamente com Bilbo Bolseiro e Gandalf é cheia de emoções e adrenalina. O mais legal é que podemos visualizar as história que Bilbo contava lá nO Senhor do Anéis, tais como os trolls que viraram pedra porque não conseguiam decidir qual a melhor forma para se temperar um hobbit antes do nascer do sol.

A aparição de outro mago além de Gandalf e Saruman é muito legal, já que até então todos sabiam que existiam cinco deles, mas ninguém nunca tinha visto (ou ouvido falar) de mais deles além de... bem, Gandalf e Saruman. Mesmo que o [insira aqui o nome, porque eu não faço ideia de como pronunciar, muito menos de como se escreve isso], O Castanho (mais fácil falar a alcunha, vish), não seja lá dos muitos brilhantes. Embora ele seja muito parecido com alguém que aparece no livro A Sociedade do Anel, que não apareceu no filme, mas não tenho certeza se é o mesmo personagem.

Talvez a parte mais esperada (ao menos para mim) foi o encontro do Um Anel, com o Gollum. E isso, faça-me o favor, nem pode ser considerado um spoiler. É como dizer que o Boromir morre em A Sociedade do Anel. TODO O MUNDO sabe disso. E isso nem é uma hipérbole. Eu, como não li o livro, estava curiosa para saber como foi esse encontro. Já disse, não sei se as cenas e os diálogos foram fiéis ao livro. Então, de acordo com o filme (vou detestar muito essa parte do filme se não for assim no livro), Bilbo não é o maior guerreiro hobbit de todos os tempos. Assim como Frodo, ele aprende as coisas aos pouquinhos e não sai por aí decapitando orcs e lutando contra trolls sabendo golpes marciais do nada. Na verdade, Bilbo consegue sair das situações usando sua inteligência e suas manhas de ladrão, mesmo que não tenha roubado nada nessa vida.

Exceto o Um Anel. Mas, bem, esse é um outro caso.

Não tenho certeza se o livro O Hobbit tem mesmo tanto conteúdo para três filmes, mas se para fazer três filmes, com quase três horas de duração cada, com isso arrecadar montanhas de dinheiro, significar que vão trazer todos os detalhes possíveis para o filme, então por mim, tudo bem. A melhor coisa em adaptações é quando elas seguem exatamente o enredo do livro, não alterando muito os acontecimentos e não mexendo nos diálogos. Principalmente não mexendo nos diálogos. Só espero que a segunda parte não demore tanto tempo para sair como demorou a primeira.

É o que veremos. E enquanto isso, esperamos.

Em tempo: Essa história de anões bonitões não cola. No entanto, é agradável de se olhar. Mas ainda assim não cola. "[...] e seu reino estava seguro nas mãos de seu filho (close na carinha do anão sem atrativos aparentes) e seu neto (pausa dramática e close prolongado na cara de Thorin, Escudo-de-Carvalho, de cabelos longos e negros, com olhos azuis como o céu)" É isso aí.

Comments
2 Responses to “O Hobbit ♥”
  1. MAX says:

    Olá Amanda,

    Essa é a primeira crítica positiva que eu leio sobre o filme. Foram tantas reclamações que decidi esperar o DVD. Quanto a alguns pontos levantados por você, eu realmente espero que o filme seja bom, o livro é muito curto e existia uma preocupação em torno do fato de Jackson ter decidido alongar de dois para três longas. Muitos reclamaram disso. Ademais, todos eles já estão prontos e o segundo deve estrear em dezembro de 2013. Vale lembrar que otras obras de Tolkien estão sendo cobiçadas por produtores de cinema.

    Bjs.

  2. Oi Max! Então, como eu disse, não sei se foi exatamente um filme bom em relação ao livro porque eu não li ainda. Confesso que acho que três filmes é demais para um livro tão curto, mas de novo, se for para serem filmes detalhistas e bem feitos, não vejo como isso pode ser prejudicial aos fãs :)

    Bjss!

Leave A Comment