Resenha: Antes que eu vá, por Lauren Oliver ♥

"Você acha que eu estava sendo tola? Ingênua? Tente não me julgar. Lembre-se que somos iguais, eu e você. Também pensei que fosse viver para sempre".


Antes que eu vá é um livro instigante. A primeira coisa que atraí e, de fato, a sinopse. A ideia da personagem reviver seu último dia de vida vez após vez, sem conseguir mudar o fato de não existir um amanhã é novo. Apesar de já ter havido filmes e até mesmo livros que se tratavam do mesmo assunto, nenhum deles (ao menos não os que eu tive conhecimento) teve o final tão certo quanto este livro. Lauren Oliver fez um ótimo trabalho em se infiltrar na mente de uma adolescente popular, cujas maiores preocupações da vida eram fazer compras, manter sua popularidade, ir à festas com suas melhores amigas, ganhar quantas rosas pudesse no Dia do Cupido e flertar com o professor de Cálculo, mesmo que tivesse o namorado mais cobiçado da escola.

Sempre haverá o amanhã, sempre haverá mais uma chance para se fazer o que sempre teve vontade. Mas não foi bem assim para Samantha Kingston.

"O que estou querendo dizer é: talvez você possa se dar ao luxo de esperar. Talvez para você haja um amanhã [...] Tanto tempo que você pode desperdiçar. Mas para alguns de nós só existe o hoje. E a verdade é que nunca se sabe".

Como todo mundo, ela não sabe que aquele era o último dia da sua vida. Ao menos não sabia na primeira vez. Depois, quando isso acontece sete vezes seguidas, ela tenta mudar as coisas, alterar o final, fazer diferente. O resultado, no entanto, é sempre o mesmo para ela. Ela tenta, conforme os dias se repetem, mudar as coisas - desde o relacionamento com suas melhores amigas, até com seu namorado, Rob, e sua família. Tenta se lembrar do porquê Kent, o esquisitão, era tão importante para ela quando eram crianças e por qual motivo ele ainda gosta dela, mesmo que ela seja uma idiota com ele. Ela não tem como fazer grandes coisas. Toda a sua vida ela foi uma pessoa feliz, mas não perfeita. Algumas vezes fazia coisas que tem vergonha agora que amadureceu forçadamente. 

"Eis outra cosia a se lembrar: a esperança o mantém vivo. Mesmo quando você está morto, é a única coisa que o mantém vivo".

O grande ponto que a autora traz à tona é que são as pequenas ações do dia-a-dia que realmente fazem a diferença no final das contas. Não é a grandeza do seu ato em si, mas o impacto com o qual ele atingiu a vida de alguém. É essa a grande questão para a remissão de Sam: mudar as pequenas coisas, parar de fingir ser alguém que não é. Ela só tem um dia para fazer isso. Um dia para compensar.


"Mas antes que comece a me acusar, permita-me fazer uma pergunta: o que fiz foi realmente tão ruim? Tão ruim que eu merecia morrer por isso? Tão ruim que eu merecia morrer assim? O que fiz foi realmente tão pior do que todo mundo faz? É realmente muito pior do que você faz? Pense a respeito".

Comments
3 Responses to “Resenha: Antes que eu vá, por Lauren Oliver ♥”
  1. Natália says:

    Oi!
    Que bom que gostou do livro, eu também amei! É bem instigante, faz o leitor refletir muuito e às vezes dá um tapa na cara... ;)
    Beijos e boas (próximas) leituras!
    Nat || Travessuras & Livros

  2. Particularmente, achei esse livro fantástico. Adorei a forma como a Sam amadureceu a cada dia que reviveu sua morte. A cada vez eu esperava que ela conseguisse prosseguir, que saísse do loop e percebesse que tudo era apenas um sonho... Além disso, Kent McFuller é uma fofura, me apaixonei totalmente!
    Ah, e a capa... Como eu adoro essa capa! rs.
    Também gostei da citação final que você escolheu, ilustra bem o estilo reflexivo do livro. Boa escolha!
    Beijos,

    Anna - Querida Prateleira
    http://queridaprateleira.blogspot.com.br/

  3. Também adoro essa capa! E realmente, o modo como a protagonista amadurece no decorrer dos novos dias é incrível. O que ela fez no final, ela jamais teria feito no começo do livro. Antes que eu vá é um livro que superou minhas expectativas!

    Bjs,
    Amanda

Leave A Comment