[Conto] Sally - Parte I

Oi gente :) Ultimamente eu não ando com muito tempo pra postar aqui no blog. Geralmente eu também ando meio sem ideias do que postar, mas hoje tive uma luz, uma ideia para uma nova coluna para o blog não ficar tão às moscas. A ideia é a seguinte: vou escrever uma espécie de web novela contada em contos. Toda semana irei postar um conto que continua o outro, contada no estilo ela vs ele, sem nomes. Mas pode ser que eu mude isso mais para a frente porque, vocês sabem, a mente de um escritor é meio instável. Julis, Pat e Pamys devem concordar comigo nessa. Então vamos lá. O primeiro conto da minha sequência de contos começa hoje. :)


Um dia, uma tentação. Talvez aconteça alguma coisa a mais – era o que ela sempre dizia a si mesma. Ela cria expectativas. Se arruma, se enfeita. Deseja que aquele seja um dia perfeito. Ela imagina, fantasia. Analisa possibilidades que explodem na mente dela. Entre tantas, ele a convidou. Entre tantas respostas, ela aceitou. Decidiu ir. Talvez, pensava, talvez dessa vez ele perceba. Talvez ele finalmente entenda todas as conversas, as indiretas, todas as citações sugestivas. Talvez dessa vez fosse diferente. Ela olha o relógio e pensa que vai se atrasar, mesmo que ainda tenha tempo. Mas ele é seu amigo e vai esperá-la mesmo que demore duas horas. Ela olha para o espelho pela milésima vez e encontra um milésimo defeito. A roupa, o cabelo. Ela se odeia por dois segundos antes de quase desistir. Então ela lembra do convite. Um dia. Um filme. Seu coração infla com tanta esperança. E quando ela está quase saindo de casa para encontrá-lo, seu telefone toca. O coração dela dispara. Talvez seja ele querendo saber onde ela está. Talvez seja ele impaciente para encontrar logo com ela. Ela olha o identificador de chamadas e vê o número dele piscando na tela. Ela atende. A conversa dura menos de um minuto. A garota fecha a porta e encosta suas costas contra ela. Ela pensa em como ele pôde fazer isso. Cancelar. Apenas porque a outra garota ligou para ele e disse que estava a fim de sair. Em algum lugar, ela pensou, deve ter alguém se sentindo do mesmo jeito que ela. Podre. Inválida. Suja. Por que ele não a quis? Por que ele ligou e disse que não a queria mais naquele dia? Ao invés de chorar, ela suspirou. As consequências da sua decisão de gostar dele em silêncio. Aguentar. Suportar. Apenas olhar enquanto ele se apaixona vez após outra por uma garota que ela sabe que não o fará feliz, pois o lugar dele é ao lado dela e apenas ele não enxerga a veracidade disso. A menina ergue o queixo e até arrisca um sorriso. Tudo bem. Isso vai passar. Sempre passa. Dali a algum tempo ele vai ligar para ela ou olhá-la e dizer que aquilo o enjoou. Ela vai sorrir e dizer que entende, mas no fundo estará explodindo de felicidade mais uma vez. Ela sobe as escadas até seu quarto e liga seu iPod. Isso vai passar. A dor irá embora como sempre vai. Talvez ele a veja. Talvez tudo fique bem. Talvez, da próxima vez, ele a ame.

Comments
One Response to “[Conto] Sally - Parte I”
  1. [AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA] EU AMEI!!! CONTINUA!!!!! NOWWW!!! [AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA] <333333333333333333333333

Leave A Comment