Resenha: Chama Negra, Os Imortais #4, por Alyson Noël

Quem tem vontade de esganar a Ever levanta a mão .o////////////// Pronto, me expressei, agora posso fazer a resenha. Aliás, contém spoilers.

Chama Negra dá sequência a Terra das Sombras, com Jude, as gêmeas, Roman e Ava no roteiro. Digamos assim: a história não precisa de um vilão. Realmente. Roman praticamente não atuou nesse livro. A Ever fez tanta cagada sozinha que nem precisou de um vilão conspirando contra os mocinhos. É SÉRIO. Quando li Para Sempre, amei a história, mas a partir de Terra das Sombras a coisa já vai desalinhando, perdendo totalmente o rumo. A Ever é muito chata e insegura demais, se culpando por qualquer mísera coisa que acontece. E, na minha opinião, a autora não consegue passar direito como o amor que ela sente pelo Damen é profundo. Parece que só o Damen que ama intensamente ali. E o jeito que os imortais morrem é tão... podre. Tipo, eu esperava algo mais emocionante como, sei lá, fazer uma reza doida depois de acertar a criatura no peito umas trinta vezes e não só um soquinho no chackra certo. Tipo, a Drina infernizou o amor do Damen e da Ever por quatrocentos anos pra morrer do nada, com um soco no peito que nem foi tão forte assim.
E eu nem vou falar do Roman. Eu adorava o Roman porque ele era o tipo de vilão que não dava a menor importância pra mocinha estúpida. Ele era do tipo "Quero você na minha cama, mas não amo você. Lide com isso, bitch." Eu adorava isso nele, aquela frieza e aquele olhar sacana de vilão mesmo e não todo derretido quando ficava perto da Ever. E aí, de repente, quando eu começo a totalmente amá-lo por causa daquele momento de fraqueza dele no final de Chama Negra, aquele momento tenso e fofo que ele está em busca da Drina, sua eterna amada, chega o Jude (Já disse que passei a odiá-lo? Odeio dreadlocks. Nada contra, só odeio.) e mata o cara. Mano, ele era o vilão mais cool que tinha na série e a Alyson Noël matou ele. Cara. Não pode isso, mudar de vilão a cada dois livros, porque agora está bem óbvio quem vai ser o vilão. E o modo idiota como ele irá morrer também. E essa Ava? Qual é a dela? Essa personagem é muito aleatória, numa hora tá toda do bem, na outra encarna um "meu precioso" e aí já era. Não entendo mesmo. Não me conformo em como uma série que tinha tudo pra ser boa vai e vira do avesso desse jeito. De qualquer modo, vou continuar lendo os livros porque gosto do Damen e do Miles e quero ver que fim que isso vai dar.

Comments
2 Responses to “Resenha: Chama Negra, Os Imortais #4, por Alyson Noël”
  1. Eu só tenho uma coisa a dizer sobre essa série, que Alison Noel taah fazendo merda total! Concordo em mt coisa com vc, a Ever fica patética a cada livro mais e a Haven ma dá vontade de mata-lá,sério, o pessoa ingrata, nunca gostei.Amoo o Miles tb,ele é Hilário! Já o Roman acho super antipático,e é claro que Haven e seus planinhos de vingança vai transformar o quinto livro em uma coisa bem clichê,isso de vai e volta já taah enjoado entre o Damen e a Ever. Espero do fundo do coração que em haja algo que me surpreenda mt mesmo,se não acho que vou desistir,não vale a pena.

    PS: Dúvida Cruel sobre fim de Jude.

  2. Eu já amo o Roman <3 sou louca mesmo, pode dizer, kk. Também estou muito em dúvida sobre o fim do Jude. Afinal vai ser muito aleatório se colocarem ele com a Honor. Tipo, ela nem sequer apareceu direito depois de Terra das Sombras .-.

Leave A Comment