Resenha: A Vida, O Universo e Tudo Mais, por Douglas Adams ♥

- Como você pode ver - disse Ford -, o sentido disso tudo é que não há sentido em tentar enlouquecer para impedir-se de ficar louco. Você pode muito bem dar-se por vencido e guardar sua sanidade para mais tarde.
A Vida, O Universo e Tudo Mais, pg 9, por Douglas Adams


Fico imaginando como é ter a mente de Douglas Adams, sempre pensando em improbabilidades matemáticas, guerras interplanetárias, a terra explodindo e alienigenas xenófobos controlados por um grande computador que veio das cinzas (literalmente) para completar sua missão.

Arthur Dent, com seu roupão e chinelos (como se pode esperar mais de um não-exatamente-herói quando seu planeta foi exterminado antes do café da manhã, hein?), consegue me fazer rir com sua ignorância e descaso e, em algumas vezes, total estupidez.
Ford Prefect, o melhor amigo de Arthur, me faz rir ainda mais com todo o seu cinismo e descaso maior ainda com o futuro do Universo e Tudo Mais e toda a sua política de POPs.
O inacreditável na história toda, é o modo como eles acabam salvando o Universo sem querer. E a maior culpa disso foi do Marvin, se você quer saber o que eu acho. Se não fosse ele dramaticamente ser sequestrado e ligado ao computador central da nave dos robôs brancos que parecem cem mil pessoas fazendo "uop", Trillian não teria conseguido conversar pacificamente com o povo de Krikkit.
Marvin conquista qualquer um (até mesmo um colchão que vive volupiando no seu pântano nojento) com seu jeitinho de robô depressivo com raiva de todo mundo. Wowbagger, o Infinitamente Prolongado, se daria bem com Marvin.
Zaphod dispensa comentários, sendo o típico badboy espacial, só que com uma cabeça extra.
O que eu mais gosto nos livros do Douglas Adams é como cada mísera coisinha faz sentido - por mais improvável que seja, embora a improbabilidade das coisas acontecerem faz com que elas aconteçam. Pelo menos na Coração de Ouro. Além disso, você lê o primeiro livro da "trilodia de cinco" e espera o tempo inteiro que a situação (não vou dar spoiler, rá!) se reverta quando, na verdade, nada do que você espera acontece. E isso ocorre também nos outros livros. O que explodiu está explodido e pronto, não há o que se fazer sobre isso, finito.
Embora Douglas Adams não escreva numa linguagem simples, mas sim mais técnica, a história - o Universo que ele criou e tudo o que há nele - compensa todo o tempo que você fica tentando achar o significado de uma das frases de Ford ou Zaphon, ou então tentando ler os nomes complicados dos seus personagens.
Ou tentando achar algum sentido para a maior pergunta do Universo que ninguém sabe qual é, exceto que sua resposta é 42.
É só que fico frustrada com isso? Porque eu achei que ia descobrir qual era essa bendita pergunta em A Vida, O Unvierso e Tudo Mais, só para simplesmente sentir vontade de esganar o Prak. E o coelho, a mosca, o peixe e tudo o mais o que o tal Agrajag foi e o Arthur matou, me colocou um pouco de medo.
Pelo menos a maioria dos personagens do Adams concorda comigo no quesito do críquete ser o esporte mais chato do Universo.
Provavelmente quem nunca ouviu falar do Guia do Mochileiro das Galáxias vai ficar boiando totalmente nessa postagem, mas, se você realmente jamais leu alguma coisa do Douglas Adams, simplesmente não sabe o que está perdendo. É a leitura mais nerd do Universo, mas é tão legal que é impossível largar o livro. Logo, desejo boa sorte na sua leitura através dos zéfiros do tempo, a bordo da Coração de Ouro e na companhia das portas felizes que o Marvin odeia (y)

- Um POP é alguma coisa que não podemos ver, ou não vemos, ou nosso cérebro não nos deixa ver porque pensamos que é um problema de outra pessoa. É isso que POP quer dizer: Problema de Outra Pessoa.
A Vida, O Universo e Tudo Mais, pg 23, por Douglas Adams

Comments
3 Responses to “Resenha: A Vida, O Universo e Tudo Mais, por Douglas Adams ♥”
  1. Ah, Adams. Simplesmente perfeito.

  2. Oi (:
    quando voce vai colocar a continuação de Ametista?
    Aguardando ansiosa, simplesmente adorei <3
    Beijos.

  3. Adams <3

    Oi Nicole :) Pois é, eu não pretendo postar o livro inteiro na internet (dó alguns capítulos), mas acontece que a partir do capítulo 3 (o que eu iria postar, er) eu comecei a fazer umas alterações porque tive mais umas ideias e achei melhor arrumar já ao invés de ter que alterar o livro inteiro depois.
    Logo, logo tem mais :)

    Beijos ;*

Leave A Comment