Filme: Inverno da Alma ♥

Frio de lascar, chuva, o que mais se pode fazer? Ou você se agasalha e fica parecendo um pinguim foi assim que o meu pai me chamou, fazendo um apiadinha com a minha touca e a minha altura ¬¬ é que nem a história dele alegar que não me ensina a dirigir porque eu não alcanço o pedal. HAHA. Te amo pai ♥ e se enfia debaixo das cobertas por tempo indeterminado ou bota a cara na chuva do lado de fora e inventa alguma coisa pra se fazer. Eu, como tenho um juízo perfeito, prefiro a primeira opção. Então, como por esses dias não tinha absolutamente nada pra fazer (exceto ir para a escola de bicicleta quando estava 4º lá fora pra ter apenas duas aulas), estava ou lendo ou assistindo filme. Um deles foi Inverno da Alma, o qual eu já tinha ouvido falar super bem. Então, vamos lá:


Inverno da Alma
Primeiro: Assistir esse filme me deixou com mais frio do que eu já estava porque, sabe como é, o filme se passa no inverno lá nos EUA, e lá neva. Fiquei momentaneamente feliz por morar em Jaraguá do Sul e não em São Joaquim ou São Bento do Sul.
Segundo: Eu achei que ia se rum filme chato, daqueles que se arrastam e que você vai avançando cada vez que a mocinha entra dentro de casa e resolve cozinhar.
Quebrei a cara bonito.
O filme não é de ação, então não esperem perseguições policiais, tiros para todo lado e explosões super legais. Ei, se liga. Como meu pai diz, qualquer filme pode ser bom se tiver uma história. E Inverno da Alma (Inverno dos Ossos, na tradução literal, o que faz mais sentido se você quiser saber a minha opinião, só que Alma fica mais bonito) com certeza tem. Ree (a mocinha durona que tem de cuidar de dois irmãos pequenos e de uma mãe doente, desistindo do seu sonho de entrar para o exército) passa uma parte do filme em busca do seu pai desaparecido porque se ele não comparecer à audiência, sua família perde a casa, já que ele deu isso como garantia da sua fiança. No decorrer do filme acabamos descobrindo que o paizinho de Ree não era exatamente alguém que deva se tomar como exemplo. Descobrimos também que cidades do interior dos Estados Unidos podem ter mais contrabando e tráfico de drogas do que o país inteiro e que a maioria das pessoas ou são parentes ou, bem, são parentes. E que isso não impede que um espanque o outro, fikdik. Na sua busca desesperada, Ree acaba se aproximando e conhecendo mais do seu tio, Teardrop que lembra o nome de uma música da Taylor Swift, Teardrops on my Guitar (8) -q e, não sei vocês, mas ele acabou se tornando no meu ponto de vista um personagem importante e que merece afeto, digamos assim. Acho que é esse o ponto principal do filme. Todos os personagens mostram seu lado duro e frio, mas em alguns momentos eles se tornam vulneráveis e realmente tentam ajudar e passa a impressão de que eles só fazem o que fazem por falta de opção.
O final do filme é meio perturbante e você vê a que ponto alguém pode chegar para proteger sua família. De qualquer modo, eu bem que pensei que iam ferrar o fial do filme, mas isso não acabou acontecendo e o fim que deram ao filme ficou bom. Alguns podem discordar, mas acho que se tivesse acontecido mais alguma coisa no fim, a história perderia o rumo.

Comments
One Response to “Filme: Inverno da Alma ♥”
  1. Oi Amanda, ^^

    Nossa, nunca ouvi falar desse filme - sou terrivelmente desinformada, acho --'

    Mas, pelo que você disse a história parece bem interessante.

    Acho que estou precisando de um filme menos cadeiras e janelas sendo quebradas e algo, como seu pai disse, que tenha históra. X)

    Fiquei curiosa pelo final, sobre ser perturbante O.o'
    Tenho que ver ^^

    ~> Beijusss...;*

Leave A Comment