Resenha: Aflorescer, Trilogia Flinx, por Pamella Santos ♥


Um dos melhores livros que eu já li com toda a certeza.

Digamos que o livro da Pam dá baile em muito livrinho publicado. Sério mesmo. Tem livros que tem uma divulgação tremenda, uma venda descomunal, uma crítica maravilhosa e, quando você lê, se decepciona a cada página pela leitura ser estressante, chata e, no final de tudo, só terem acontecido uma ou duas coisas relevantes.

Mas, em Aflorescer da linda da Pam, tudo que acontece é relevante e tem muita ação. Até nas partes de diálogos estrategistas eu não me irritei (eu geralmente faço isso porque é chato, mas não em Aflorescer). A Helene é uma fofa (uma fofa super durona e boa de briga) e a Yufa (A-D-O-R-E-I esse nome) a melhor amiga que alguém pode ter, sempre fiel e leal, mesmo que as circunstâncias sejam suspeitas demais. E a Nana é do tipo "mexa-com-a-minha-amiga-e-leve-um-chute-na-bunda-playboy".

Eu nem vou começar a falar do Dóris e do Haniel. O Haniel é o personagem mais perfeito que eu já li conheci, hehe. E eu tenho certeza que a Juh vai querer me matar depois dessa, mas o Han é um lindo e eu estou clamando pela posse dele. Se a Lene diz odiar taaaanto ele, então não tem absolutamente nada de mais. #parey de parecer uma maníaca.

A leitura é rápida, sem muito trelelê, indo direto para o que interessa. Eu amo isso em livros porque me faz ficar grudada, lendo desesperadamente, louca pra saber o que vai acontecer. E foi o que eu fiz, não desgrudei do computador até ler a última linha e ficar paralisada no lugar porque as coisas que você menos espera acontecem pelos arredores de Zéfiro. E também pra saber o que o Haniel iria fazer [aa]

Tá, agora eu parei de verdade.

E o que eu mais gostei tirando o Haniel foi do jeito que ela descreveu os lugares de uma maneira que consegui imaginar perfeitamente o que estava acontecendo sem se atrelar muito nisso. Você sabe, nada muito Stephenie Meyer que fica cinco paragráfos dizendo como as árvores são verdes e o Edward é um lindo vamp marmoreado. E o Haniel é melhor do que um vamp marmoreado, isso é totalmente fato.
Não tem nem o que falar, Aflorescer me conquistou desde a primeira página ♥ E o Haniel também [aa]

PS: Pam, por favor, por favor, não pare de escrever. Sério. O que será de mim sem sua imaginação fértil para criar Flinx e o Haniel?

PPS: Mais tarde posto a imagem. Meu blog tá totalmente revoltado hoje, dando uma de independente e sem querer me obedecer quando vou postar imagens ou comentários. Depois dizem que Exterminador do Futuro e toda a história sobre rebelião das máquinas é ficção. Vão nessa, é o que eu digo. É isso que os computadores querem que vocês pensem. -QQQ

xoxoxo :*

Comments
3 Responses to “Resenha: Aflorescer, Trilogia Flinx, por Pamella Santos ♥”
  1. Clamar pela posse do Haniel? do MEU HAN?? NEVER!! Nunca, Jamais! o HANIEL É MEUUUUUU! MEU E SOMENTE MEU [sim, eu sou maníaca, miuto maíaca por ele] então, peço pra que tire seus lindos olhinhos claros dele... hum..

    E sim!! o livro da Pamys ér massa!!! õ/

  2. OMG!

    #chorando

    Adorei a resenha! AUHUHAUHAUH ' E fico MUITO feliz que tenha gostado. Apesar dos momentos que eu REALMENTE quis desistir de escrever ele, é por essas e outras que eu vou continuar. Mesmo nenhuma editora o querendo, e mesmo depois dos meus erros gravíssimos. Eu vou continuar a escreve-lo. Principalmente o Haniel [A]

    Beeijos, e obrigada Amanda! *-*

  3. [aaaa] eu vou bater em você, Juh!! -q

    de novo: [aaaa] Como assim parar? Você não pode parar, Pam, senão todas nós vamos ficar loucas. Sério mesmo [A] e todos nós cometemos erros (eu tive que revisar o terceiro livro de BN todo por causa disso), mas sempre damos a volta por cima o/

    De nada, flor! *-*

Leave A Comment